Sobre

O Grupo de Pesquisa Neoliberalismo, conhecimento e assimetrias – laboratório do futuro  parte de uma perspectiva interdisciplinar para investigar o papel que o conhecimento desempenha  na sociedade atual, marcada pelo chamado “neoliberalismo”, bem como do seu impacto sobre a produção e reprodução das assimetrias em diferentes níveis: nacionais, internacionais, de classe, de gênero etc. O grupo investiga, também, as tendências para o futuro, sobretudo a partir do impacto das novas tecnologias sobre a organização do nosso modo de produção e de vida.

O grupo é coordenado pelos  professores:

José Paulo Guedes Pinto

Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (2003), mestre em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007) e doutor em Economia pela Universidade de São Paulo (2011). Atualmente é professor Adjunto II do Bacharelado de Relações Internacionais, do Bacharelado de Ciências Econômicas e do Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal do ABC. Seu trabalho se concentra nas áreas de Economia Política, Economia Política Internacional, Tecnologias Sociais e Economia Solidária, com ênfase nas disputas internas e internacionais em torno da propriedade intelectual, em estudos sobre o acesso à informação, nas formas de subordinação do trabalho ao capital, ecologia urbana e economia da colaboração em massa. É membro do Grupo de Análise Marxista Aplicada (GAMA) e do Grupo de Pesquisa Neoliberalismo Conhecimento e Assimetrias (NECA) da UFABC.

Maria Caramez Carlotto

Formada em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo em 2005. Entre 2006 e 2007, foi pesquisadora do CEBRAP na área de inovação e globalização produtiva. No começo de 2009, concluiu um mestrado em Sociologia, também na USP, sobre a nova Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação e seus efeitos sobre o sistema nacional de pesquisa e inovação. Entre 2009 e 2010, trabalhou do Grupo de Pesquisa em Política Pública para o Acesso à Informação da USP (GPOPAI-USP) na área de propriedade intelectual e acesso ao conhecimento e à cultura. Entre 2010 e 2011, realizou um estágio na Université de Paris IV-Sorbonne, na área de sociologia da ciência. Em 2014, defendeu o doutorado no Programa de Pós-graduação em Sociologia da USP, com uma pesquisa sobre o impacto da circulação internacional de saberes de Estado, em especial do conhecimento gerencial, na reorganização de instituições de ensino e pesquisa, em particular universidades. Integra o grupo de pesquisa Filosofia, História e Sociologia da Ciência e da Tecnologia, sediado no Instituto de Estudos Avançados da USP. Atua nas nas áreas de Economia Política Internacional e Sociologia da globalização, com ênfase na relação entre estrutura social e processos de circulação internacional de saberes e práticas. Atualmente é professora da Universidade Federal do ABC

Victor Ximenes Marques

Professor da Universidade Federal do ABC. Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (2006) e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Ceará (2009) e doutorado em filosofia na PUCRS, sob a orientação do Professor Dr. Eduardo Luft, com sanduíche na Universidade de Bonn, sob orientação do Professor Dr. Markus Gabriel. Trabalha nas áreas de filosofia da biologia, filosofia da ciência, filosofia da mente, ontologia, idealismo alemão e a tradição dialética. Tem particular interesse na relação entre as ciências naturais e a filosofia.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s